Seguidores

19.6.10

JOSÉ SARAMAGO (mero trabalhador da palavra)

    A 9 de Outubro de 1998, José Saramago foi anunciado vencedor do Prémio Nobel da Literatura, o primeiro atribuído a um escritor português. Seria o impulso decisivo para a sua ascensão a figura literária global e o premiar de uma obra que se dedicou a explorar e questionar a natureza humana de diversos ângulos e em diversos cenários.
    Fica connosco um universo: esse que Saramago criou, feito de uma visão subversiva da História e dos seus protagonistas, dos mitos estabelecidos e das imagens estereotipadas.
    Lembro que o romancista em 1980 publicou ‘Levantado do Chão’
   São polémicos os escritores que, com desassombro e com arrojada visão do futuro, interpelam os homens e os poderes do seu tempo, e é justamente quando o fazem, em conjugação com o impulso inovador que às suas obras incutem, que dizemos deles que são grandes escritores.
    Disse o que todos queriam dizer.
      Mero trabalhador da palavra.

AMIZADE É COMO TER UM IRMÃO.


Numa amizade que se estende há muito tempo, continuamos a compartilhar momentos, estamos sempre lado a lado e não moramos na mesma casa mas estamos sempre com saudades. Nunca acaba! Mesmo que se envelheça! E apareçam outras pessoas no nosso caminho! Tu simplesmente, existes.
Pode ser que um dia nos afastemos...Mas, se formos amigos de verdade, a amizade nos reaproximará.
A amizade é um tesouro sem o qual a vida na terra não teria sentido. É uma força capaz de suavizar até mesmo os momentos mais difíceis na vida das pessoas, como os da guerra, por exemplo.
Consegues ver o azul do céu e alegrares-te com a chuva que nutre as matas.
E quem ganhar uma verdadeira amizade, espero que a guarde...Com amor...
Dizem que ter os amigos muito longe e por muito tempo é perigoso. Nunca senti isso!
E mais não digo... porque, no fundo, toda a gente o sabe;

















Sábado foi dia de visita - como quem trepa a uma pitangueira e colher maboques com aroma de goiabas e sabor a loengos.