Seguidores

17.6.11

Chilreta ou Gaivina-anã (Sterna albifrons)





Chilreta (Sterna albifrons), ave limícola sensível que se reproduz nas dunas, sapais e salinas dos estuários. Esta espécie encontra protegida internacionalmente pela Convenção de Berna e Convenção de Bona, a Chilreta também protegida pela Directiva Aves.
A sua destruição e a perturbação humana são principais factores de ameaça da espécie.
Mais de 60% dos ovos nem chegam a eclodir, sendo a perturbação humana e a depredação por cães as principais causas. Por outro lado, a população nidificante de Chilreta tem vindo a decrescer abruptamente nos últimos anos, possivelmente devido à perturbação excessiva.
A chilreta e uma das mais belas espécies de aves que frequentam as dunas e a laguna, com os seus voos picados sobre as aguas, num estilo acrobático que é imitado no Inverno pelo garajau. 0pilrito-da-areia da o seu próprio espectáculo, fazendo rápidos sprints sobre a areia para se alimentar no intervalo da rebentação das ondas.

13.6.11

Encontro de Camionistas


Esta iniciativa promovida pela Autarquia de Loulé proporcionou um momento de convívio aos 
camionistas participantes, mas também homenagear esta classe profissional, tão importante para 
a atividade económica nacional.Realizou-se o habitual percurso, no Parque das Cidades, com uma passagem pela cidade de  Loulé, Barranco do Velho e com uma paragem de 10 minutos nas bombas de combustível da Cortelha até chegar ao Ameixial pela EN396/EN2.

Atividades de camiões, exposições temáticas e entrega de prémios. A noite foi animada com a  
actuação de vários artistas. Como tem sido habitual, houve uma Palestra aos Camionistas junto ao Monumento que foi  erguido em 2009, na EN2 Ameixial, e que pretende ser uma homenagem a estes homens.
O 3º Encontro de Camionistas encerrou com um almoço/convívio no Celeiro do Grupo Desportivo  Ameixialense.
Um bom condutor é aquele que antevê o acidente
Muitas vezes os camionistas não descansam o necessário porque na sua hora de dormir há
factores que desfavorecem o sono:
O contacto com a luz influencia negativamente o relógio biológico.
Afazeres familiares e extra profissionais coincidem com as horas para dormir.
Ruído ambiental fragmenta o sono.
Para o trabalhador por turnos, a vida em sociedade não coincide com os seus horários de vigília,
causando um desajuste físico e psíquico, levando muitas vezes a não se fazer um descanso
suficiente. Quando começa a ajustar-se ao horário de determinado turno, volta a mudar,
começando novo ciclo de desajuste.
O SONO é segunda causa de acidentes mortais na estrada.
Cruzam-se na estrada e saúdam-se. E naquele segundo... O caminho é a vida que
queremos ser. Creio que há sempre um camionista para cada peregrino. Na dúvida de conseguir matar mais a necessidade de parar, e depois no aborrecimento de ter de o
fazer. Fazem quilómetros, e caminhos fazendo alcançam objectivos. E recebem  o que lhes dão na
solidão de cada quilómetro e na dor de conduzir o que lhes foi confiado.

Agarrar no volante daqueles monstros mecânicos de 22 rodas e partir estrada fora, até aos  
confins deste pequeno continente onde habitamos. Não é uma profissão fácil, mas nenhuma  
profissão o é. Cada um de nós tem maior facilidade em desempenhar um determinado grupo  de  
profissões, que, felizmente, é diferente do grupo de profissões que melhor veste ao nosso  
vizinho. É, seguramente, uma profissão dada a elevados índices de produtividade. Pelo menos  
durante o tempo em que o executante está na estrada em que, como deve respeitar os limites de  
velocidade, não pode aumentar a produtividade andando mais depressa. Acho que conseguem  
dar o seu melhor, sem problemas de consciência se cumprirem os limites de velocidade.