14.9.16

Areal dourado e tranquilo...

Imagens do dia em que o final do verão já começava a mudar a praia. Com o fim das férias e a despedida do verão, a praia ganha outra paisagem.
Caminhar ao longo da praia numa manhã quente de Setembro, com temperaturas ainda elevadas e águas também apetecíveis é um privilégio de quem, como eu, reside por estas paragens.
Esta aguarela, pintada com as cores de verão, dá lugar a um outro quadro: um areal dourado e tranquilo a espelhar os raios de Sol que inundam a praia e apelam a passeios e a mergulhos mais envergonhados.
Aguarela de outros tons, esta que se revela numa natureza viva, atlética e escultural. Desenho de uma outra geografia humana.
       Dia seguinte:
Palavras que nos levam ao céu.
Uma nuvem de fumo que escureceu, a partir do meio da tarde, as praias das regiões, como Praia da Rocha, do Vau e do Alvor.
A 80 km das frentes de chamas, sente-se um intenso cheiro a fumo.
Densas nuvens de fumo a sair da serra e a espalhar-se no Oceano Atlântico. Uma coluna de fumo de dimensões superiores ao tamanho da própria serra.
Nesta larga visão panorâmica, camadas de nuvens de fumo criam um flash colorido à medida que o sol se derrama atrás das cicatrizes na memória dos homens.
Não posso dizer que fosse um dia agradável ou belo o por do sol.
O tempo desliza nestas cores do entardecer. O sol, de certeza, encontrou o horizonte. 
Peço desculpa por este “atraso”, embora, de certo modo, eu nunca tenha estabelecido um prazo fixo para publicar.
Saúdo e expresso o meu grande afecto com um abraço de paz.