Seguidores

18.7.12

Hoje completo a 3º semana pós cirurgia


*Foto do folheto
Agradecimentos
Durante a hospitalização, não senti qualquer dificuldade, com o apoio permanente da equipa. Por isso, agradeço ao meu Cirurgião Diretor Prof. José Fragata e toda a sua equipa pelo apoio, compreensão, atenção, disponibilidade e preocupação; agradeço igualmente aos funcionários pela atenção, sempre prontos. Agradeço também ao Cardiologista assistente – Dr. Ricardo Faria, Hospital de Faro; Dr Francisco Level do Centro de Saúde de Loulé por ter dado inicio a este  processo. E finalmente, mas não menos importante agradeço à minha família, amigos e pessoas que acompanharam de perto esta fase, o seu apoio e incentivo foram fundamentais para que fosse ultrapassada. 
A explicação dos técnicos foi muito importante. Passei por uma cirurgia cardíaca com abertura do tórax, retirar o mixoma (palavras minhas),  desde então procuro vídeos sobre o assunto e realmente o procedimento toca o coração de qualquer pessoa. Sinto um carinho enorme pela equipa que me recebeu até este momento. Parabenizo a todos os profissionais desta área. O Vosso trabalho é maravilhoso. Reconheço e admiro todos os profissionais cardiologistas e outras especialidades pela mais nobre profissão.
Hoje completo a 3º semana pós cirurgia. Sinto-me bem e atrevo-me a dizer que estou em boa recuperação. Mais uma vez digo que esta cirurgia (e recuperação) não é nenhum bicho de sete cabeças. Sentir medo, receio, pânico no pré operatório é normal e é humano de sentir. Eu também o senti. Acima de tudo há que “trabalhar” a nossa forma de lidarmos com a situação, como em tudo na vida, há que ter uma atitude positiva, não entrar em stresses, não vermos problemas onde não existem. A vida é uma passagem e enquanto nos for permitido cá andar, temos e devemos ter a atitude mais optimista e positiva que conseguirmos. Há dias menos bons… vejo-os como um ensinamento para que valorizemos muito do que temos à nossa volta… re-aprendemos a viver, com uma força redobrada e com uma vontade enorme de sermos e de fazermos melhor… principalmente por nós próprios!!
No entanto esta sensação boa, de estar bem (muito bem) comigo próprio ninguém me tira… e o futuro é só amanhã e ainda tenho o hoje para desfrutar.
Obrigado por eu nunca ter fumado por vício.

Aos colegas operados que estavam ao lado, e que me fizeram chorar pelo sofrimento da tosse, Desejo que estejam a recuperar tão bem quanto eu. Agora que pararam de fumar, sejam portadores da mensagem; O tabagismo causa a maior parte das mortes por cancro de pulmão, além de vitimar milhares de pessoas por bronquite, enfisema e doença cardíaca todos os anos. Parar de fumar imediatamente diminui o risco de doença cardíaca e derrame. Apagar o cigarro pode ser uma boa ideia para uma vida mais longa e saudável.
*Foto retirada da net
O tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. A associação entre o tabagismo e diversos tipos de cancro, bem como, as doenças cardiovasculares, como o enfarte do miocárdio (ataque cardíaco) e o acidente vascular cerebral (derrame cerebral), é incontestável.
O risco cardiovascular de um ex-fumador é reduzido em cerca de 50% após 2 anos de abstinência tabágica.Cerca de 10 anos após a cessação total do tabagismo, o risco cardiovascular do ex-fumador é semelhante ao de alguém que nunca fumou.


*Foto retirada da net
O hábito de fumar é um fator de risco para o cancro do pulmão independente da quantidade, e deveria ser interrompido o mais rápido possível para evitar esses riscos.

“É imperioso passar esta mensagem: coma fruta em natureza todos os dias. Deste modo, promove-se ganho em saúde nas crianças, jovens, adultos e idosos”.

Saber beber – as bebidas também podem contribuir para uma alimentação desequilibrada, sobretudo quando são um veículo de açúcar e de álcool em excesso.