Seguidores

14.5.15

Rota da chanfana

É preciso preparar o forno para receber a chanfana. Temperar com tudo o que se tem em casa:  a cabra – que já não dava leite nem cabritos; o vinho – da própria adega; o louro; o alho; o colorau e a boa vontade. Deixa-se ficar no forno até à hora de ser servida.
 Uma chanfana impecável de fazer uma vénia à bonita aldeia "presépio" de Vale do Açor!

Com a aldeia ali tão perto, com curva e contra curva, o majestoso rio Dueça e este cenário é impossível descobrir de carro.
Em bicicleta, Vale do Açor  tem outro sabor, ganha pontos nas rotas da aventura.

Abastecimento sólido. Deixo os meus parabéns aos Bikeonelas, à organização e aos voluntários pelo excelente trabalho que realizaram.
Aqui há um espírito de colaboração e entreajuda dos residentes que é de louvar. O meu abraço a todos!
Foi uma excelente manhã de BTT, a ser bem recebido e bem tratado pelo pessoal de Vale do Açor.