Seguidores

3.12.13

As folhas de Outono não caem porque querem, mas porque chegou a hora.

Vegetação ribeirinha.
Tapetes de folhas, cores da serra da Lousã. A Serra da Lousã é uma elevação de Portugal Continental, com 1205m de altitude no ponto mais elevado (Trevim) 
Outono em todo o seu esplendor, repleto de cores vibrantes e de oportunidades fotográficas. 
Quando cai, ficam as marcas no chão, as marcas da chapinhada dos meus pés. A água corre e com ela o ar da saudade que sinto quando chove.
São bênçãos disfarçadas.

Hoje acordei cedo, contemplei mais uma vez a natureza. As nuvens finas chegavam de mansinho.
O encanto e o aroma matinal traziam um ar de reflexão. Enquanto isso, o meio ambiente pedia socorro. Era o homem construindo e destruindo a sua casa. Poluição, fome e desperdício deixam o mundo frágil e degradado.
Dias mais quentes aquecem o “planeta água”. Tenha um instante com a paz e a harmonia.
Reflicta e preserve para uma consciência colectiva.
Ainda há tempo, cuide bem da natureza. 
Latitude: 40.062275°Longitude: -8.274336°
Ainda podemos encontrar carvalhos na Serra da Lousã, que juntamente com os castanheiros, constituem a riqueza da Serra.

O nome pouco importa face à importância da sua presença que, apesar de singela seria sempre sentida na sua ausência. Que melhor companhia podias pedir para alegrar as tuas manhãs?