16.9.09

Largar na areia o que pertence a areia

Apanha da conquilha

Apanhar na areia o que pertence a areia

Quando parte de nós pertence a uma praia, entre nós e ela, existe um vidro que a amplia, a quebra e a recompõe dum modo imaginário. A areia transforma-se num ente poderosamente outro. Sobre ela se exerce o meu olhar.

Donax sp. (conquilha)


Conchas ovais ou ovais triangulares, pequenas, desiguais e de cores variadas com estrias radiais e concêntricas muito finas, extraordinariamente saborosas. Muito frequente em fundos arenosos do Barlavento e Sotavento, durante a maré vazia. Donax sp.

Cordão arenoso que separa a Ria do mar


Um lugar profundo para descansar

Mostro o que está por baixo da areia, essas cadelinhas (conquilhas) (condelipa) encaixilhadas, que nós levamos para casa, frutos do mar e do tempo com um fino gosto.
Os pescadores sorriem, sabem-se artistas, prova que estão num mundo novo, uma nova praia. Gosto desta praia, em paz, caminho vejo cair a noite. Tomo notas, resumo a história e penso em ti.