16.9.09

Apanhar na areia o que pertence a areia

Quando parte de nós pertence a uma praia, entre nós e ela, existe um vidro que a amplia, a quebra e a recompõe dum modo imaginário. A areia transforma-se num ente poderosamente outro. Sobre ela se exerce o meu olhar.

1 comentário:

Luisa Moreira disse...

Esta imagem é-me familiar, vejo-a muito em Tavira.

Isto será legal?

Ficou uma bela foto.

Luisa