17.1.12

SANTUÁRIO SELVAGEM A MINHA PORTA. DANÇA COM FLORES Maravilhas da Natureza

Mais flores: Amendoeiras em flor

Observando as flores sem tirar, sem roubar.
 Cheirando-as sem as derrubar. Eli.


O campo esta mais bonito, com as primeiras flores que dão beleza á arvore. Quero que aconteça o mesmo a nós! Ficarmos na mesma sintonia. Contar sempre contigo faria melhor á minha alma. O que fazemos e contemplamos, nisso nos tornamos. Vamos cultivar mais os nossos sentidos mais básicos. Manter um sorriso interior de alegria e gratidão, que sobe aos lábios, é muito saudável.
Flores abertas! Suportam a escuridão e gostam da chuva, quanta vida.
Se não houver frutos, vale a beleza das flores; Se não houver flores, vale a sombra das folhas; Se não houver folhas, vale a intenção da semente.
Oh flor da noite, onde todo o orvalho se perde!

As relas-meridionais são pequenos e atraentes anfíbios sem cauda, que em Portugal ocorrem sobretudo na metade sul do território continental e também na Ilha da Madeira, onde foi introduzida pelo Homem.

ESTATUTO DE CONSERVAÇÃO
Esta espécie faz parte do anexo II da Convenção de Berna e do anexo B-IV da Directiva Aves/Habitats (DL 140/99 de 24 de Abril). Em Portugal é considerada não ameaçada (NT). No país Basco é considerado o anfíbio mais ameaçado, estando classificado como em perigo (EN).
 Proporcionam umas boas capturas.
Mudando de pouso, em busca de comida e já iniciando lutas territoriais. No meio de toda esta actividade ainda conseguem arranjar um tempinho para posar para o fotógrafo.
Dias frios mas solarengos no pequeno santuário selvagem a minha porta.
Afinal este planeta pertence-lhes