Seguidores

26.5.16

Desafios Facebook

É uma casa com aconchego, com muita luz, espaçosa e com uma vista panorâmica para as montanhas em todos os quartos e salas. Com acesso aos lugares onde corre água e à serra onde pastam os veados e as crianças brincam livremente. O sofá em frente à lareira sugere uma sesta e a escrivaninha do bisavô na sala cativa para estudar ou escrever o seu livro.
Poesia a céu aberto. 
Em busca de casas de xisto. Casas do amor. Cantos recantos e encantos.
 Da Minha Aldeia
Da minha aldeia veio quanto da terra se pode ver no Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não, do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver.
 Alberto Caeiro
Teve direito ao seu pedaço diário. Mediu com o olhar a distancia que nos separava. Aproximou-se daquele prato com talher e a melhor chanfana do mundo. Tudo perfeito com harmonia.
Almocei, muito bem, tive direito a uma caçoila de chanfana quentinha, um ambiente fantástico, impecável de fazer uma vénia à D. Lúcia e à bonita aldeia de Gondramaz.
                             http://www.patiodoxisto.pt/restaurant.php
Aqui sentirá o ar puro a encher os pulmões, acordará no silêncio e verá o sorriso sincero de quem lá vive.
Bem, foi uma manha excelente de BTT, a ser bem recebido e bem tratado pelo pessoal de Vale do Açor, deixo os meus parabéns à organização pelo excelente trabalho que realizou na organização deste evento. Para o ano estarei novamente aí. 
Agora venham as fotos que irei publicar.
Parabéns a todos os Bikeonelas, aqui à um espírito de colaboração e entreajuda dos residentes que é de louvar.




10.5.16

Guardo os teus poemas, as tuas flores e o aroma delicado.

 Sentou-se e olhou para a placa. A noite caíra completamente. Uma lua cheia, brilhante e muito atraente, indiferente à sena, brilhava rodeada de estrelas. Nem a luz de flash embaraçava a sua visão. As luzes da cidade, lá embaixo, competiam com as celestes.
 Bem disposta estava a natureza quando criou o momento.
Cortinas de veludo penduradas a poucos centímetros dos meus olhos, os remates com fio de ouro a brilharem à luz do sol. Pestanejei 
convencido de estar a sonhar.
 As flores encantam e a cor de chocolate contribui para esse encanto.
Compartilhar a luz da tua lua numa turbante tulipa de desejos de afecto.
É sombra, claridade... 
É flor, fruto e semente!
As flores devem ser descritas com palavras muito simples porque as flores sendo pequenas , sabem poucas palavras e não gostam de usa-las complicadas.
É tão divertido – tentar decifrar o seu aroma levado pelo vento.
As flores do campo representam muito mais do que um simples presente ou um conjunto de flores, elas representam autenticidade, criatividade, bem estar e muito, além disso.
O olhar cor de rebuçado percorreu-lhe o rosto, parando nos lábios por um instante.
 Sinto a tua presença na beleza das flores.
Cobertas pelo sol e sombras de nuvens. Quando acordei ainda sentia nos meus braços o peso das tuas pétalas.
Depois de fotografar a próxima flor, voltava o mesmo pensamento, assim aconteceu em todas as imagens são lindíssimas pinturas e como adoro flores.
 “Às vezes tudo se ilumina de uma intensa realidade e é como se agora este pobre, este único, este efémero instante do mundo estivesse pintado numa tela, sempre...”
Mário Quintana
Não me esqueças, ama-me para sempre!
Fotografar estas flores faz-me sentir muito bem.
Se tiver que deixar uma herança aqui na terra, que seja esta: o bem que fiz sem contar e sem escolher.
Caminhem como podem e sabem, procurem as flores da primavera. Elas esperam por vós!
Doces cores de sonhos, só quem ama a natureza pode sentir toda a magia que uma minúscula flor pode transmitir-nos!
Não estás sozinha. Tens o mesmo sorriso antigo. Quero tanto poder florescer mais uma vez.
 Não podes estar sozinha num momento como este.
 Para um amador que ama e sente o que faz, uso a máquina como paixão. Cada foto é construída por mim com a mecânica da máquina de que me sirvo. À algo de mim em cada imagem, os momentos não são exclusivos. São acordos com  determinados estados de espírito. 
O que vejo através da lente é o real e é o que eu quero aqui transmitir. A emoção  que me percorre é confortável nestes ângulos desconhecidos, atmosferas desfocadas  estranhas, cores indefinidas que só a natureza sabe construir..
É um privilégio encaixar-me nos momentos mágicos. Guardo-os como inseparáveis, como para alem dos meus olhos, afectos, da minha forma de sentir. Isto é o que lá está. Nem sempre bem conseguido, mas tentei.

Para me sentir ainda melhor, aqui vai um abraço para todos, obrigado.

26.2.16

Saltar para destino Equestre Mundial

Vilamoura Atlantic Tour 2016 constitui “um programa de referência para a região” no período de época baixa, numa altura de forte crescimento do sector turístico.
Ao longo de seis semanas, o Vilamoura Atlantic Tour conta com uma autêntica cidade equestre nos 18 hectares adstritos à competição, onde este ano estão montadas, entre múltiplas estruturas, 946 boxes para cavalos e uma clínica veterinária com Spa para equídeos.
Seis mil euros para o vencedor -, intensas seis semanas de competições no circuito de Vilamoura, com quase três dezenas de provas distribuídas por duas pistas.
Decorrerão três classificativas, para o Campeonato Europeu e para os Jogos Olímpicos, o que leva a que estejam presentes no Algarve «alguns dos melhores cavaleiros a nível mundial».

Com mil cavalos participantes e 300 cavaleiros de 27 países, o 2016 Vilamoura Atlantic Tour constituem a mais extensa prova congénere que se realiza no continente europeu e uma das maiores do mundo.
Tirar fotos é uma forma divertida de mostrar ao mundo a sua autoconfiança, personalidade e estilo na hora do cavalo. Digo que o nosso amigo lindo torna-a mais bonita.
Nós todos temos o nosso melhor ângulo. Todos!
As melhores fotos têm mais do que apenas um rosto.

13.2.16

Dia Mundial da Rádio

A rádio é para a hora em que as coisas estão quentes. A troca de informações acontece através de ondas electromagnéticas que se espalham pelo espaço.
Emissoras de rádio não são apenas para música. Elas informam, exibem programas e inserem o ouvinte cada vez mais no seu reportório. A Internet foi apontada como causa da possível extinção do rádio, o que não aconteceu, e melhorou a ligação entre emissoras em todos os lugares. Hoje, pela Internet, pode-mo-nos ligar à rádio de Angola, um programa em Coimbra, e até participar com a nova tecnologia, fora da nossa cidade.
A ideia é sempre utilizar o bom senso e participar, afinal é comunicando que a gente se entende. Vamos festejar o dia mundial da rádio bem informado.

Foram alguns anos a fazer programas na rádio Reat (pirata) e no radio Clube do Bié, discos pedidos, entrevistas concursos e apresentações. A fazer surpresas e a ser surpreendido.

Recordo aqui todos os que fizeram parte destes belos momentos, eu não tive a oportunidade de seguir a rádio, mas através das redes sociais exerço um pouco de jornalismo e radialista como nos velhos tempos, mas agora na área de bloguista.