Seguidores

22.5.10

DIA MUNDIAL DA BIODIVERSIDADE,campeão olimpico

Neste dia, acompanhei um columbófilo para uma solta de treino livre.
Difícil foi registar cada olhar.
Não se previa a ocorrência de precipitação. O vento era de Sudeste com velocidade que variava os 10 e os 25km/h, a temperatura mínima 14º C, Max 27º C.
Gosto de observar os seus olhos, mas se me perguntarem o que procuro, devo confessar que não sei responder. A única coisa que podemos ver nos olhos é o estado da sua saúde.
O que é mais importante, o que faz com que um pombo seja bom, é o seu carácter, poder de orientação, inteligência, vitalidade, o apego ao seu território.
A realidade, e segundo alguns estudos em humanos, é que um bom atleta deve os seus resultados a 30% de genética (bom coração etc...), e 70% a treino e alimentação. Portanto treinar e alimentar será sempre o fundamental. Quem o faz melhor pode até ganhar com pombos geneticamente normais. 
Quanto a teoria do olho do Pombo, esse é um caso algo polémico com ideias variáveis entre os crentes e os não crentes.
Para haver vencedores tem que haver perdedores! É tão simples quanto isso.

Podem ter uns lindos olhos mas isso não faz deles vencedores.
O seu olhar vivo e atento.

Possuem o melhor sentido de orientação de todas as aves e, também de todo o reino-animal, podendo localizar os seus ninhos e/ou pombais a mais de 1000 km de distância. Conseguem também detectar sons a distâncias a que nenhum outro animal consegue.

"Um pombo-correio, nunca leva. Traz."

PORTUGAL É BI-CAMPEÃO OLÍMPICO EM COLUMBOFILIA.

3 comentários:

Mariazita disse...

Magnífica reportagem fotográfica, meu caro amigo.
A primeira e a última fotos são de uma beleza enorme.
Gostei muito. Parabéns.

Beijinhos

Canduxa disse...

Luis,
Bela reportagem que aqui partilhas e quanta coisa aprendi.
As fotos estão fabulosas e uma delas deu para um dos meus poemas.

Um abraço

Luisa disse...

Belíssimas fotos! Que olhos magníficos...

Boa semana