5.12.10

OUTONO NO MEU QUINTAL SOBRAL COIMBRA

Com a chegada do frio, as sopas quentes e fumegantes sabem sempre bem.
Esta sopa de casamento além de reconfortante, tem bastante substância e representa por si só uma refeição. Estava deliciosa, e foi muito elogiada aqui por casa.
Da minha simplicidade como vejo o mundo nascem grandes coisas e grandes sabores.
"A comunidade global tem conhecimentos para lidar com a escassez de água. O que é necessário é agir".
Um dos melhores frutos do Outono!



Cortina fechada, o sol empurra a tarde, sombra dos montes, ruídos do dia, Que horas?. 
controla a luz, o calor e decoram, 
onde é que está o meu amor
está do lado de lá
quem inventou distância não conhecia saudade.
O fogo para a caldeira é de lenha perfumada, cortada ali ao lado e empilhada pela família. 
Adubos orgânicos. Eles contêm os mesmos micro organismos do solo e tornam a terra nutritiva e fofa para que as plantas respirem melhor.

Plantei medronheiros no meu jardim pela beleza das suas flores que em conjunto com os frutos maduros e as folhas verdes lustrosas, o tornam um arbusto muito 
bonito, testemunha a flora autóctone e ancestral.
 HISTÓRIA DO PEDIDO QUE O DIABO FEZ A DEUS

O Diabo julgava-se inteligente e andava sempre à espreita para ver se apanhava alguém distraído para pregar as suas partidas.
Um dia ele, pensando que Deus estivesse distraído, fez o seguinte pedido:
- Ó Senhor, vós que possuis tantas árvores oferecei-me duas, o medronheiro e a laranjeira.
O Senhor disse-lhe:
- Pede as árvores quando não tiver flor nem fruto.
Mas a laranjeira e o medronheiro têm sempre flor ou fruto, se calhar até as duas coisas ao mesmo tempo. Por causa disso, o Diabo nunca mais pode voltar a falar 
nessas duas árvores.
Já não há uvas na vinha
Nem bagos para apanhar,
Chora a videirinha
Videirinha chora
Chora a videirinha que vamos embora.

Folhas que dormem até à primavera, representam fertilizante natural para um solo mais rico.
Pr´a pintar folhas de Outono
Bonitas cores eu tenho
Cor de laranja e vermelho
Amarelo, verde e castanho.
A galinha-d'angola, são aves rústicas e fáceis de criar, na hora do acasalamento a iniciativa é da fêmea.
O Galo de Barcelos é um símbolo nacional de Portugal mas este é do Sobral
Aparecem muitos cogumelos, mas cuidado, pois nem todos são comestíveis: há alguns que são venenosos.

Morrendo a cada Outono
Sol de Outono, Outono, Outono
Sol doirado, doirado, doirado
Flores que caem, caem, caem
Leva-as o vento, o vento, o vento.

Depois de colocar um espantalho na sua fazenda a sua sorte parece melhorar, mas ela pode custar-lhe sua sanidade mental.
Quem saltar a fogueira, em numero ímpar de saltos e no mínimo três vezes, fica por todo o ano protegido de todos os males.

Estorninho-comum (Sturnus vulgaris)
É de comportamento gregário e voa em bandos compactos, em interessantes evoluções, mudando rapidamente de direção, tal como um cardume de peixes. Com  
frequência, após a época de reprodução, oferecem esse espetáculo tanto no campo como nas grandes cidades.


Identificação
É uma garça de média dimensão, com a plumagem quase
totalmente branca, mas com manchas alaranjadas no dorso e na
coroa, sobretudo durante a época de reprodução. O bico é
amarelo, tornando-se alaranjado na Primavera. As patas são
pretas, mas também se tornam alaranjadas na época de criação.


Garça-boieira - Bubulcus ibis
A garça-boieira é uma fiel acompanhante do gado bovino,
podendo ser vista com frequência nos campos, procurando
alimento entre aqueles animais.
Mais uma vez, a estrada proporcionou um momento mágico, mostrando que todos os caminhos levam às aves!



QUARTO DA MINHA CASA
Deitei-me na cama e olhei para o tecto, então reparei que era um belo tecto de madeira de pinho, fiquei olhando para ele a pensar no meu Tio António que me tinha  dado instruções de como pregar as tábuas, de repente percebi que faltava terminar, olhei bem e pensei: fui eu que o construí a muitos anos a traz e por causa do tratamento, que eu mesmo apliquei, tive uma infecção na vista.

Forrei estas escadas com tijoleiras em barro rústico, intemporal e nobre, fruto da generosidade e beleza da natureza.
Produto 100 % natural, fabricado com os três elementos da natureza – terra, água e fogo.
O corrimão é de aço inox aproveitado de uma bomba submersível.
O patamar é de eucalipto muito antigo.


7 comentários:

Multiolhares disse...

gostei das fotos, mas fiquei babada com os dióspiros pois é uma fruta que adoro
beijinhos

Graça Pereira disse...

ADOREI esta postagem! Achei tudo tão verdadeiro, tão poético que...reli outra vez. Poderia chamar-lhe "Um dia no campo".
As fotos estão óptimas a condizer com os poemas e os textos.
Parabens!
beijo
Graça

Eliane Jany Barbanti disse...

Obrigada pela carinhosa mensagem que deixada no Fitness.
Que Deus o abençoe abundantemente neste Natal e que o ano novo seja repleto de bênçãos e concretizações.
BOAS FESTAS.
Eliane

Baby disse...

Sabes, Manuel Luis? Vim aqui agradecer-te e retribuir os votos de Boas Festas e encantei-me com as tuas fotos a beleza e singeleza das tuas palavras! Amei deveras tudo o que vi e li...Como é linda a natureza e como são privilegiados os que a têm ali, sempre à mão!
Um Santo Natal, um bom Ano Novo.
Abraço

Canduxa disse...

Mas que Outono magnífico!
Adorei as fotografias todas, todinhas!Hummm e aqueles diospiros fizeram-me crescer água na boca....
Estás de parabéns!
Coimbra é de grande encanto...o teu post também o é.

Um abraço com amizade

Daynara Aparecida disse...

Ótimas fotografias!
Adooro foto macro e as suas são de uma beleza ímpar.

Parabéns pelo trabalho.

Abraços

Mari Carmen disse...

¡Qué maravilla de fotos, Manuel Luis! ¡Son preciosas! Me encantan :)

Un abrazo