10.5.16

Guardo os teus poemas, as tuas flores e o aroma delicado.

 Sentou-se e olhou para a placa. A noite caíra completamente. Uma lua cheia, brilhante e muito atraente, indiferente à sena, brilhava rodeada de estrelas. Nem a luz de flash embaraçava a sua visão. As luzes da cidade, lá embaixo, competiam com as celestes.
 Bem disposta estava a natureza quando criou o momento.
Cortinas de veludo penduradas a poucos centímetros dos meus olhos, os remates com fio de ouro a brilharem à luz do sol. Pestanejei 
convencido de estar a sonhar.
 As flores encantam e a cor de chocolate contribui para esse encanto.
Compartilhar a luz da tua lua numa turbante tulipa de desejos de afecto.
É sombra, claridade... 
É flor, fruto e semente!
As flores devem ser descritas com palavras muito simples porque as flores sendo pequenas , sabem poucas palavras e não gostam de usa-las complicadas.
É tão divertido – tentar decifrar o seu aroma levado pelo vento.
As flores do campo representam muito mais do que um simples presente ou um conjunto de flores, elas representam autenticidade, criatividade, bem estar e muito, além disso.
O olhar cor de rebuçado percorreu-lhe o rosto, parando nos lábios por um instante.
 Sinto a tua presença na beleza das flores.
Cobertas pelo sol e sombras de nuvens. Quando acordei ainda sentia nos meus braços o peso das tuas pétalas.
Depois de fotografar a próxima flor, voltava o mesmo pensamento, assim aconteceu em todas as imagens são lindíssimas pinturas e como adoro flores.
 “Às vezes tudo se ilumina de uma intensa realidade e é como se agora este pobre, este único, este efémero instante do mundo estivesse pintado numa tela, sempre...”
Mário Quintana
Não me esqueças, ama-me para sempre!
Fotografar estas flores faz-me sentir muito bem.
Se tiver que deixar uma herança aqui na terra, que seja esta: o bem que fiz sem contar e sem escolher.
Caminhem como podem e sabem, procurem as flores da primavera. Elas esperam por vós!
Doces cores de sonhos, só quem ama a natureza pode sentir toda a magia que uma minúscula flor pode transmitir-nos!
Não estás sozinha. Tens o mesmo sorriso antigo. Quero tanto poder florescer mais uma vez.
 Não podes estar sozinha num momento como este.
 Para um amador que ama e sente o que faz, uso a máquina como paixão. Cada foto é construída por mim com a mecânica da máquina de que me sirvo. À algo de mim em cada imagem, os momentos não são exclusivos. São acordos com  determinados estados de espírito. 
O que vejo através da lente é o real e é o que eu quero aqui transmitir. A emoção  que me percorre é confortável nestes ângulos desconhecidos, atmosferas desfocadas  estranhas, cores indefinidas que só a natureza sabe construir..
É um privilégio encaixar-me nos momentos mágicos. Guardo-os como inseparáveis, como para alem dos meus olhos, afectos, da minha forma de sentir. Isto é o que lá está. Nem sempre bem conseguido, mas tentei.

Para me sentir ainda melhor, aqui vai um abraço para todos, obrigado.

39 comentários:

Elisabete disse...

Palavras lindas acompanhadas de maravilhosas fotos!
Bjs

Manu disse...

Momentos únicos que perdurarão na memória de quem aqui passa.
Um extravasar de emoções que descreves com o coração cheio de alegria.
As flores são o melhor exemplo da simplicidade e beleza que nos oferece o Universo!
Fossem os humanos como elas e tudo seria mais fácil.
Parabéns pelos belos olhares.

Beijos Manuel

AMBAR disse...

Hola Manuel.
Alegra ver tus bellas fotos de nuevo y leer tus maravillosas letras de introducción a cada flor que nos regalas, en las dos primeras fotos hay un maravilloso ejemplar de ese animal absorto en su misión de guardián.
Bienvenido de nuevo.
Un abrazo.
Ambar

Sheyla - DMulheres disse...

Manuel
Não sei comparar o que é mais belo o que vejo ou o que leio. Perfeição nas duas. Obrigada por compartilhar.


Bjinhos e um boa tarde,
Blog: DMulheres
Instagram : @dmulheres

Ilesin disse...

Un hermoso recorrido por la naturaleza y su esplendor.
besos

Odete Ferreira disse...

Uma excelente postagem, muito bem sequenciada a partir da poesia do MT: belíssimas captações, elas próprias poesia, legendadas com muita sensibilidade.
Parabéns, amigo. Bjo

Crocheteando...momentos! disse...

Uau!!!
Olhares preciosos...sensíveis ao olhar!
Palavras do "poeta fotográfico"...sensível e de mãos dadas com a natureza!
Bj primo...para ti e para a malta

Crocheteando...momentos! disse...

Uau!!!
Olhares preciosos...sensíveis ao olhar!
Palavras do "poeta fotográfico"...sensível e de mãos dadas com a natureza!
Bj primo...para ti e para a malta

LopesCa Blog disse...

Uau fantástico
Amei a raposa


Blog LopesCa | Facebook

Crocheteando...momentos! disse...

Uau!!!
Olhares preciosos...sensíveis ao olhar!
Palavras do "poeta fotográfico"...sensível e de mãos dadas com a natureza!
Bj primo...para ti e para a malta

Crocheteando...momentos! disse...

Uau!!!
Olhares preciosos...sensíveis ao olhar!
Palavras do "poeta fotográfico"...sensível e de mãos dadas com a natureza!
Bj primo...para ti e para a malta

Nequéren Reis disse...

Show de imagens e belas palavras
Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Helena disse...

Meu querido amigo, quanta saudade deste teu cantinho tão acolhedor, tão aprazível e tão belo! Finalmente, depois de quase três meses, tu vens nos brindar com estas belíssimas fotos e com dizeres de beleza tanta que ficamos oscilando entre admirar as fotos ou apreciar os textos. E quando, enfim, o olhar consegue aconchegar no coração apenas um foco, aí sim, a emoção toma conta e conseguimos unir a doçura que se apresenta ao olhar e a ternura que se acomoda na alma. Momentos únicos a serem vividos sem nada mais a perturbar a visão daquilo que tão generosamente tu vieste nos mostrar.
Encanta-me esta tua facilidade de focar o momento exato onde as coisas simplesmente existem. São tão reais estes instantes que se aprimorarmos mais o “sentir” podemos até aspirar o perfume que cada flor exala. Nas duas primeiras fotos o cão parece se aquietar para que o teu olhar possa ver para além da sua aparência. E o fazes com mestria, e ele, sentindo-se “olhado” deixa-se focar e até parece saber a importância daquele momento: o seu, de fotógrafo atento e o dele, de modelo importante para um momento mágico.
Meu querido amigo, tudo na tua postagem fica a me encantar: a tua capacidade fotográfica e a tua competência em tudo traduzir em versos. Fotógrafo e poeta, unidos num instante de magia que se propaga para muito além da admiração daqueles que te visitam.
Do teu instante de poeta fiz este excerto: “Quando acordei ainda sentia nos meus braços o peso das tuas pétalas”. Que belo verso!
Estou deixando para ti os sorrisos que a tua postagem fez surgir em mim, e ainda um punhado de estrelas para iluminar (ainda mais) os teus caminhos.
Com carinho,
Helena

Kasioles disse...

Si hay una palabra que pudiese abarcar todo el bello contenido de esta entrada, yo diría que es POÉTICA.
Comienzas con un precioso poema de Miguel Torga, sinceramente, es lo primero que he leído de él, no lo conocía, pero si estoy de acuerdo con lo que dice.
Nuestra vida está compuesta de pequeñísimas cosas, pero son cosas tan bellas que es una pena que, en cantidad de ocasiones, nos pasen desapercibidas.
Después viene tu aportación con esa belleza natural que florece en primavera, tus flores y las frases tan bien escogidas que las acompañan, constituyen el broche de oro para este post que esperábamos y ya tardabas en publicar.Cuando estuve en Coimbra, visité el jardín botánico un día de lluvia, allí descubrí que empezaban a brotar flores de diferentes tipos, seguro que tú te habrás dado un paseo por el mismo sitio y has tenido más suerte, los arbustos y las plantas te obsequiaron con sus flores para que las pudieses captar con tu cámara y luego las compartieras con todos nosotros.
Cierto es que te han inspirado bonitas letras y cierto es,también,que sabes transmitir muy bien los sentimientos que despertaron en ti al ser observadas y grabadas por el arte del fotógrafo.
Por todo ello, mil gracias.
Cariños y feliz semana.
Kasioles

Ana Freire disse...

Um post brutal!!!! De bom!...
Palavras para quê?... Logo com as palavras de Torga, bem no começo do post!...
Um dia, quando for grande... quero ser assim uma amadora, na arte da fotografia...
Adoro as imagens!... Aquela papoila... está do melhor!!!! Aqui não as consigo fotografar em condições... a zona é bastante ventosa... e as últimas chuvadas, arrasaram as poucas que se conseguiam descobrir...
Mais um post, para vir apreciar e reapreciar!... Está o máximo!
Adorei tudo! Para a próxima semana, vou publicar a foto, da tal rádio Pye antiga...
Bjs! Continuação de uma boa semana!
Ana

Marisa disse...

Excellent photos. Great post!
Greetings!

Jessica disse...

¡Me encantan tus fotos! Las flores son preciosas.

¡Un abrazo!

© Piedade Araújo Sol disse...

Todas as fotos excelentes, e embora seja dificíl escolher a melhor, confesso que fiquei embevecida pela papoila, mas a raposa tão original e depois todas as outras....tão belas...

uma belíssima postagem

beijos

:)

Graça Pires disse...

Cada batida fotográfica é, de facto um momento mágico. Lindíssimas! A começar no poema de Miguel Torga e a acabar na abelha em seu favo. Tudo tão belo, completado com as palavras que escreveu.
Beijo.

Ana Freire disse...

E pronto!... Finalmente lá saiu à cena, uma primeira imagem da tal Pye, lá no meu canto...
Deixei o endereço deste blog, a outro homem da rádio, que apareceu lá no meu canto, recentemente... espero que não se importe... e sendo assim deixo o seu... dele... endereço por aqui... reflexosnexos.blogspot.pt
Beijos, Manuel!
Ana

Maria Rodrigues disse...

Um texto lindo e magnificas fotografias, perfeito!
Um abraço
Maria

Teca M. Jorge disse...

É de perder o fôlego essa entrada espetacular!!! Tanta beleza reunida em imagens e palavras... uffffffffffffffff...

Um beijo deste lado do oceano

Fê blue bird disse...

É sempre um prazer enorme vir aqui.
Cada fotografia tua é uma obra de arte, uma arte onde te entregas com paixão.
Todas as fotos são belíssimas, mas a raposa ao lado de um poema de Torga é muito original.
Tens um dom único, parabéns!

Um beijinho

manuela barroso disse...

Já um dia dissera a uma amiga comum que é uma dádiva enorme encontrar nesta estrada pessoas com quem nos irmanamos : pela simpatia , pela cordialidade, pela simplicidade de coração, pela sensibilidade . E como se não tivesse crescido na aldeia , quanto encanto vejo nas flores simples ( dizemos nós) e que reconheci quase todas. Mas a perfeição da imagem ainda aumentou a beleza tornando - as rainhas . Passamos e não as olhamos porque se escondem nos valados mas o encanto está todo lá . Depois, a forma sincopada em coordenação com a poética que te circunda faz deste trabalho uma cena para se apreciar repetidamente! Parabéns por tão belas imagens , flores esquecidas e palavras que nos acordam ! Beijinho Manuel

Maré Viva disse...

Olá, Manuel Luís.
Este post foi dos mais poéticos e tocantes que já publicaste, a meu ver...
Pelas imagens lindas de uma pureza tão real, pelas palavras que deslizam como água que sai das entranhas da terra, fresca e suave capaz de nos lavar de todas as coisas más e feias que dia a dia nos sujam a pele e a alma.
O meu Domingo vai ser melhor.
Bjs.

Elda disse...

Un reportaje maravilloso acompañado con bellas palabras que adornan las fantásticas fotografías que logras captar en el momento.
Me ha gustado mucho tu entrada Manuel.
Un abrazo y buen domingo.

rosa-branca disse...

Maravilhosas fotos onde as palavras escorrem de prazer. A magia do momento a sensibilidade e o olhar do artista fazem o resto. Amei cada foto cada palavra. Amigo Manuel, acho que um dia destes quando tiver mais coragem vou pedir-te uma imagem tua,(com os devidos direitos de autor) para um poema meu. Boa semana e beijos com carinho

Maria Rodrigues disse...

Luis, passei para deixar um abraço e desejar um bom feriado.
Maria

Menina Marota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Menina Marota disse...

"Sempre surpreendido,
nada me surpreende,
se lhe encontro sentido.".


Palavras do poeta Armindo Rodrigues, na sua obra poética "Écloga Absurda Primavera Renascida"
a págs., 58.

E que a ti dedico.

Com um abraço

Tais Luso disse...

A natureza é maravilhosa e um mistério! Veja o que ela faz quando sofre agressões: terremotos, enchentes, tornados, deslizamentos... E quando a tratam bem, com carinho, ela oferece essas maravilhosas flores que você fotografou!

Beijo, Manuel.

manuela barroso disse...

Em cada batida fotografica , um hino à beleza , sensibilidade , criatividade ! Um espaço onde se mergulha em tanta magia !

A Casa Madeira disse...

Oi Manoel, realmente é um previlégio poder ter este olhar;
Dá pra ver cada particularidade destas flores em suas imagens;
Flores serão sempre presentes em qualquer circunstância.

O mundo anda bastante difícil e complicado é necessário tudo que está aí na etiqueta deste post.
Então sobre aquela imagem lá do post não são formigas, mas sim a chuva forte quando cai acaba por fazer seus desenhos. Aqui pelo sítio as formigas fazem aqueles morrinhos vermelhos e bem duros;

Sabes que olhando as tuas imagens e de outros blogs são tão lindas; acho que para fotografar imagens da natureza como gosto não dá para fazer de celular ou tão pouco fazer dessa minha humilde máquina; por um acaso terias alguma indicação de máquina fotografica para me dar? gostaría de ter algo bom mas não tão caro... Desde já agradeço.
Abraços
janicce.

Gisley Scott disse...

Encontrei seu blog através do World Directory blog. Amei as fotos, principalmente a da raposa!

Grande abraço!
http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

A Casa Madeira disse...

Oi Manoel bom começo de setembro.
Abraços!

Helena disse...

Saudades daqui! Saudades de ti! Saudade das belas fotos que o teu olhar atento nos presenteia! Enfim, saudade que estou a mitigar vindo, apesar da pausa nos blog, visitar os amigos que me tocam a alma, assim como tu, meu querido!
E ao passar, estou deixando espalhado por cada cantinho um montão de sorrisos e um punhado de estrelas, para enfeitar as horas dos teus dias.
Com meu carinho,
Helena

Majo Dutra disse...

Gosto muito desta postagem, com fotos muito belas
e legendas poéticas muito interessantes.
~~~ Muito bem, ML! ~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Pedrasnuas disse...

Tens aqui batidas de fazer vénia! Parabéns, Manuel. Bom feriado e bom fim de semana.

Abraço meu!

Ana Simões disse...

Lindas todas as fotos e as flores. Gostei imenso da ultima foto. tb já tive a sorte de um dia fotografar este ninho de vespa.
Bom Natal